Como melhorar os resultados da sua operadora de saúde em 3 meses

como melhorar resultados operadora de saúde

Como melhorar os resultados da sua operadora de saúde em 3 meses

A melhor forma de cortar custos e melhorar os resultados em qualquer empresa é investir na qualidade do serviço oferecido e no controle e transparência dos processos. E com as operadoras de saúde não poderia ser diferente. Quer saber mais sobre como melhorar os resultados da sua operadora de saúde em apenas 3 meses? Continue a leitura!

Um dos desafios mais importantes na gestão de operadoras de planos de saúde é tomar medidas eficazes para reduzir custos por meio do uso correto dos recursos disponíveis.

Portanto, além de outras medidas de incentivo ao uso do conhecimento técnico existente, a gestão integrada deve priorizar o incentivo às ações de medicina preventiva e um acompanhamento mais efetivo dos beneficiários.

Além disso, a tecnologia também deve ser utilizada como um recurso valioso, capaz de potencializar uma atuação mais estratégica do negócio.

Além do alto índice de perdas dos planos de benefícios individuais, planos de benefícios corporativos e planos de adesão, os gestores precisam estar atentos à integração dos recursos acima para obter um controle de custos mais importante.

Quer conhecer as melhores maneiras de reduzir custos na gestão de operadoras de saúde em pouco tempo? Confira a seguir algumas dicas infalíveis dos especialistas do SAUDI:

 

A eficiência de uma controladoria de sinistralidade

A taxa de perda do operador de saúde é calculada com base no número de reclamações feitas pelo beneficiário e o valor dos prêmios recebidos pelo provedor.

Não é novidade que o controle ineficaz de sinistros por parte dos prestadores de cuidados de saúde tem um impacto negativo sobre o seu equilíbrio financeiro.

O uso excessivo de planos de saúde, principalmente quando a necessidade dessa atitude não for comprovada, aumentará os custos e até prejudicará a gestão financeira geral da operadora.

Portanto, é necessário tomar algumas medidas para controlar de forma mais eficaz os custos e evitar o colapso da gestão financeira dos prestadores de saúde.

Além da tecnologia, as ações da medicina preventiva e do esporte estimulam os beneficiários a desenvolver hábitos de vida mais saudáveis, melhorando sua qualidade de vida e saúde geral, o que é de grande ajuda para os gestores dos prestadores de saúde.

Baixe agora mesmo nosso ebook gratuito com um GUIA completo sobre TUDO o que você precisa saber para reduzir a sinistralidade da sua operadora de planos de saúde em 3 meses!

 

Otimize o gerenciamento integrado e reduza custos

Na redução de custos para os profissionais de saúde, é importante considerar que os medicamentos e o monitoramento preventivo são importantes para o sucesso dessas medidas.

Especialmente para pacientes com certos grupos de risco, o monitoramento torna a prevenção a ferramenta mais valiosa, controlando assim os custos por não ter que realizar testes caros.

Para materiais de alto custo como o OPME, é necessário realizar avaliação técnica e padronizar o processo de cotação desses materiais.

Portanto, a criação de um calendário de ações que estimule o controle de determinados grupos pode ser uma atitude que leva à redução de custos do departamento.

Quanto à tecnologia, recursos que envolvem o uso de crossover de dados e big data podem identificar beneficiários que podem agravar o quadro ou doença.

Com esses dados, o operador pode voltar a tomar medidas preventivas decisivas.

Hoje, a tecnologia não é mais um custo, mas uma aliada das operadoras de saúde, principalmente em termos de controle e redução de custos.

O banco de dados do operador é uma excelente fonte de onde as informações podem ser extraídas para gerar importantes medidas preventivas, fornecendo, assim, métodos eficazes de controle de custos.

Combinar procedimentos internos e medidas preventivas é uma solução inteligente para controle de custos, tornando os prestadores de serviços da saúde suplementar ainda mais eficientes.

 

4 dicas para melhorar os resultados financeiros na sua operadora:

Acompanhe o índice de inadimplentes

A inadimplência é um dos principais problemas para as operadoras de saúde. Com a pandemia, a taxa de inadimplência aumentou devido à situação financeira e à empregabilidade de beneficiários, indivíduos ou empresas.

Para evitar que a situação saia do controle, preste atenção especial ao registro do usuário, monitore de perto os padrões e controle a taxa de clientes atrasados.

 

Tenha uma política de cobrança eficaz

Para administrar adequadamente os atrasos, é muito importante que sua empresa desenvolva uma política de cobrança, que estipule o processo de como entrar em contato com os beneficiários dos atrasos:

  1. O e-mail de cobrança será enviado ou alguém ligará?
  2. Quem manda a segunda via do branco?
  3. Com quanto tempo de antecedência?

Ao receber os pagamentos, deve-se ter cuidado para não prejudicar o relacionamento e garantir que os beneficiários do plano de saúde continuem utilizando os serviços da empresa.

 

Elabore uma estratégia correta de cobrança

Quando se trata de inadimplência em um plano de saúde, é necessário considerar outras questões além da recuperação de crédito. Seja flexível e tente entender as razões do não pagamento da mensalidade.

Apresentar solução para o débito a ser pago e comprovar que a empresa é sócia da beneficiária. Essa atitude amigável pode aumentar as chances de saldar dívidas.

Negociar parcelas vencidas não é uma tarefa fácil, para alcançar os resultados desejados é importante aplicar estratégias específicas.

Às vezes, a empresa faz com que a mesma equipe de vendas cobre o inadimplente, o que é um grande erro!

Nem sempre o beneficiário quer cancelar o plano de saúde, ele só precisa renegociar a dívida.

Portanto, a forma ideal de recuperação de crédito e retenção de usuários é a cobrança ativa profissional e terceirizada, composta por profissionais especializados no atendimento, que conheçam os direitos e obrigações dos beneficiários, e que estejam amparados pela ANS e pela Legislação do Consumidor.

Algumas empresas oferecem apenas este tipo de serviço, oferecendo discadores automáticos, call centers dedicados e dedicados, gravadores digitais de chamadas, entre outros diferenciais.

Com isso, sua equipe pode focar apenas em vender e apresentar novos beneficiários, mantendo o bom relacionamento entre sua empresa e os clientes.

 

Forneça qualidade no atendimento aos beneficiários

O número de reclamações de usuários por parte de empresas que operam com planos de saúde geralmente é alto. De acordo com o Relatório da Ouvidoria – REA 2020 (ano base 2019) divulgado pela ANS em outubro deste ano, das 331.777 reclamações recebidas pela Ouvidoria em 2019, 17,8% envolveram o SAC.

Nesse período, a proporção de reclamações das operadoras ao SAC aumentou (esse projeto representou 7% do total em 2018).

Portanto, preste atenção na qualidade do serviço de sua empresa. A tecnologia é uma importante aliada da empresa e pode simplificar o processo, mas nada pode substituir o atendimento humanizado.

 

 

Conheça o SAUDI

O SAUDI é um sistema destinado a manter a “saúde financeira” das Operadoras de Planos de Saúde Suplementar.

Nosso software automatiza o processo de auditoria das contas dos prestadores de serviços médicos, possibilitando uma visão clara para ambos os lados (operadoras X prestadores de serviços) e uma significativa redução de custos desnecessários nos primeiros 3 meses de uso.

Entre em contato com os nossos especialistas e conheça nossas soluções personalizadas para a sua operadora de saúde CRESCER muito bem estruturada!

 

Posts relacionados
pt_BRPortuguese