IA na saúde: avanços e desafios nos investimentos

IA na saúde: avanços e desafios nos investimentos

A IA na saúde torna-se cada vez mais presente no cotidiano, desempenhando papéis importantes em diversas áreas. Na área da saúde em especial, esse recurso se tornou crucial e diversas empresas desse segmento buscam aumentar seu grau de maturidade a fim de implementar a IA em suas soluções.

A inteligência artificial vem se tornando cada vez mais útil na área da saúde, trazendo avanços significativos, mas também desafios importantes a serem enfrentados. Os avanços da inteligência artificial na saúde oferecem oportunidades promissoras para melhorar o diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças, além de proporcionar uma assistência mais personalizada aos pacientes.

A inteligência artificial pode ser utilizada para processar grandes volumes de dados médicos, como registros eletrônicos de saúde, imagens médicas e dados genéticos, identificando padrões e fornecendo insights valiosos para os profissionais de saúde. Algoritmos de aprendizado de máquina e redes neurais podem auxiliar na detecção precoce de doenças, na análise de sintomas e sinais vitais, na previsão de resultados de tratamentos e na identificação de fatores de risco.

Além disso, a inteligência artificial também tem sido aplicada na área da robótica médica, possibilitando procedimentos cirúrgicos mais precisos e minimamente invasivos. Robôs cirúrgicos controlados por sistemas de inteligência artificial podem auxiliar os cirurgiões em intervenções complexas, reduzindo riscos e melhorando os resultados.

Veja como a Inteligência Artificial vem atuando na saúde:

Diagnóstico e triagem: IA pode ajudar a analisar exames médicos, como imagens de raios-X, ressonâncias magnéticas e tomografias computadorizadas, para identificar doenças e condições com precisão.

Personalização do tratamento: IA pode ajudar os médicos a criar planos de tratamento personalizados com base nas características individuais dos pacientes,como histórico médico, genética e estilo de vida.

Análise de dados: A IA pode processar grandes volumes de dados médicos, identificando tendências e padrões que os médicos podem usar para tomar decisões informadas.

Medicina de precisão: A IA pode ajudar a identificar alvos terapêuticos específicos e desenvolver medicamentos personalizados para pacientes com base em sua  genética.

Assistência médica virtual: Chatbots e assistentes virtuais podem fornecer informações de saúde, agendar consultas e acompanhar o progresso do tratamento, melhorando o acesso à assistência médica.

Monitoramento remoto: Dispositivos e sensores conectados à IA podem monitorar pacientes em tempo real, alertando sobre qualquer problema de saúde e reduzindo a necessidade de hospitalização.

Prevenção de doenças: IA pode prever surtos de doenças, identificar fatores de risco e ajudar na elaboração de estratégias de prevenção mais eficazes.

Redução de erros médicos: A IA pode ajudar a reduzir erros médicos, melhorando a precisão no diagnóstico e no tratamento.

 

Mapeamento Anahp 2023

Foi realizado um mapeamento durante os meses de julho, agosto e setembro de 2023, pela Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) e a Associação Brasileira de Startups de Saúde (ABSS), com o intuito de compreender, em detalhes, o grau de maturidade dos hospitais para o uso da inteligência artificial, bem como balizar a criação e o aperfeiçoamento de soluções com IA para o segmento hospitalar. 

De acordo com os dados coletados no mapeamento, 62,5% das instituições afirmaram utilizar IA de alguma forma e 4,16% classificam o avanço de suas instituições com nota entre 4 e 5, em uma escala de 1 a 5, em que 5 é a nota mais alta. Ainda entre os pesquisados, 51% disseram que os investimentos realizados, trouxeram resultados práticos e nos próximos 12 meses 65% informam que pretendem aumentar seu investimento em tecnologias de IA.

Desafios da IA na saúde

No entanto, existem desafios a serem enfrentados no desenvolvimento e adoção da inteligência artificial na saúde.

A privacidade e segurança dos dados de saúde são preocupações importantes, exigindo a implementação de medidas robustas de proteção. Além disso, a interpretação correta dos resultados gerados pelos algoritmos de inteligência artificial é fundamental, pois decisões médicas baseadas em análises incorretas podem ter consequências graves. Também é necessário garantir que a inteligência artificial seja ética e imparcial.

Os algoritmos devem ser desenvolvidos levando em consideração a diversidade da população atendida, evitando discriminações e preconceitos. A transparência e explicabilidade dos modelos de inteligência artificial também são desafios para promover a confiança dos profissionais de saúde e dos pacientes. Em resumo, os avanços da inteligência artificial na saúde oferecem grandes perspectivas de melhorias na assistência médica, diagnóstico e tratamento de doenças. No entanto, é essencial abordar os desafios relacionados à privacidade, segurança, interpretação correta dos resultados, ética e imparcialidade para garantir a eficácia e segurança dessas soluções.

Dentro do mapeamento realizado, foram destacados também alguns desafios importantes a serem superados para que algumas instituições possam aumentar seus investimentos nessa tecnologia, entre eles:

Como se comunicar com os médicos que também são clientes?

Adesão a novas tecnologias e dispêndio de tempo em atividades administrativas;

Manter a atenção e o cuidado ao paciente fora do hospital (antes, durante e depois);

Integração com laboratórios também preocupa, na medida em que não há investimentos por parte deles, segundo pesquisados;

Receio quanto à segurança dos dados dos pacientes e compartilhamento de dados, especialmente quanto ao hábito cultural para o uso de whatsapp.

 

O que vem por aí?

Novos modelos começam a ser desenhados, englobando hospitais, indústria farmacêutica, e operadoras de saúde com o intuito de acelerar a adoção de novas tecnologias e estratégias sustentáveis no médio e longo prazos.

Hospitais iniciam com mais força a estratégia B2B, oferecendo novos modelos assistenciais, de forma independente: Atenção Primária de Saúde (APS) para empresas, teleconsulta, tele-especialista, telemonitorização, tele propedêutica e consultoria para outros hospitais.

 

Dê o primeiro passo em direção a IA com o SAUDI

O SAUDI é uma plataforma centrada em dados para gestão dos custos assistenciais, da saúde populacional e do paciente 100% integrável. É um parceiro experiente que vai ajudar sua empresa a percorrer a jornada da revolução digital na saúde. Nossa equipe de especialistas é capaz de auxiliar na otimização de processos, BI e IA de acordo com a estratégia de crescimento do seu negócio. Fale agora mesmo com um de nossos especialistas!

Posts relacionados
pt_BRPortuguese